Expressões Populares Que Vieram de Contos Populares

Compartilhe esse conteúdo!

E aí, pessoal! Você sabia que muitas das expressões populares que usamos no nosso dia a dia vieram de contos populares antigos? Pois é, essas histórias que ouvimos desde crianças têm muito mais influência na nossa cultura do que imaginamos! Quer saber mais sobre esses contos e as expressões que eles nos deixaram? Já se perguntou por que falamos “abrir o jogo” ou “dar com os burros n’água”? Então, vem comigo que eu te conto tudo!
estante contos de fadas bolha fala

Resumo

  • Matar dois coelhos com uma cajadada só – vem da história do caçador que usou um cajado para matar dois coelhos ao mesmo tempo.
  • João sem braço – vem da lenda do homem que perdeu os braços em um acidente e passou a pedir esmolas nas ruas.
  • Casa da mãe Joana – vem da história de Joana, rainha de Nápoles, que permitia que qualquer um entrasse em sua casa sem restrições.
  • Chorar as pitangas – vem da lenda indígena em que uma índia chorava tanto que suas lágrimas se transformaram em pitangas.
  • Passar a mão na cabeça – vem da história bíblica em que Jesus abençoou as crianças colocando as mãos sobre suas cabeças.
  • Deitar em berço esplêndido – vem do hino nacional brasileiro, que descreve o país como um berço esplêndido.
  • Queimar a língua – vem da ideia de que ao comer algo muito quente, pode-se queimar a língua.
  • Contar carneirinhos – vem da prática de contar ovelhas para ajudar a dormir, presente em diversas culturas.
  • Andar à toa – vem da expressão “andar à toada”, que significa andar sem rumo ou objetivo.
  • Comer o pão que o diabo amassou – vem da crença popular de que o diabo amassa o pão dos pecadores.

imagem de uma chuva forte com gatos e cachorros

A origem das expressões populares

Você já parou para pensar de onde vêm as expressões populares que usamos no nosso dia a dia? Muitas delas têm origem em contos populares que foram passando de geração em geração e acabaram se tornando parte da nossa cultura e linguagem.

Conexão entre histórias populares e linguagem comum

As histórias populares, como contos de fadas, lendas e mitos, têm uma conexão direta com a linguagem comum. Elas são uma forma de transmitir valores, ensinamentos e tradições de uma cultura para outra. E é por isso que muitas das expressões populares que usamos hoje em dia têm suas raízes nessas histórias.

Veja:  Precisando Compreender o Significado de Prezados - Descubra o que essa palavra realmente significa.

Histórias que moldaram a maneira como conversamos

Você já ouviu falar em “João sem braço”, “Maria vai com as outras” ou “Lobo em pele de cordeiro”? Essas são apenas algumas das expressões populares que vieram de contos populares. Essas histórias moldaram a maneira como conversamos e nos comunicamos uns com os outros.

Expressões que nos lembram de clássicos da literatura

Quando falamos em expressões populares que vieram de contos populares, não podemos deixar de mencionar os clássicos da literatura infantil, como “Chapeuzinho Vermelho”, “Os Três Porquinhos” e “Branca de Neve”. Essas histórias deixaram marcas profundas na nossa cultura e linguagem.

A influência da cultura popular na nossa fala cotidiana

A cultura popular tem uma grande influência na nossa fala cotidiana. Muitas das expressões que usamos no nosso dia a dia têm suas raízes em contos populares, lendas e mitos. É como se essas histórias tivessem se transformado em parte da nossa linguagem.

Curiosidades sobre as origens de algumas expressões que usamos

Você sabia que a expressão “pato no tucupi” vem de uma lenda indígena? Ou que a expressão “pé de chinelo” tem sua origem em um conto popular português? São curiosidades como essas que nos mostram como as histórias populares deixaram marcas profundas na nossa linguagem.

Como as histórias folclóricas deixaram marcas em nossa linguagem atual

As histórias folclóricas deixaram marcas profundas na nossa linguagem atual. Elas são uma forma de transmitir valores, ensinamentos e tradições de uma cultura para outra. E é por isso que muitas das expressões populares que usamos hoje em dia têm suas raízes nessas histórias. É como se elas fossem um legado cultural que foi passado de geração em geração e que ainda está presente na nossa fala cotidiana.
fogueira historia floresta estrelas

MitoVerdade
“Comer a maçã do pecado”Essa expressão vem do conto bíblico de Adão e Eva, onde eles foram tentados pela serpente a comer a maçã proibida e, assim, desobedecer a Deus.
“Achando uma agulha no palheiro”Essa expressão vem do conto popular em que uma mulher perde uma agulha em um palheiro e pede ajuda para encontrar. A expressão é usada para descrever algo difícil de encontrar.
“Gato escaldado tem medo de água fria”Essa expressão vem de um conto popular em que um gato se queima com água quente e, a partir daí, passa a ter medo de qualquer tipo de água.
“João sem braço”Essa expressão vem de um conto popular em que um homem chamado João perde um braço em uma batalha e, a partir daí, passa a ser conhecido como “João sem braço”.

Verdades Curiosas

  • “Lobo em pele de cordeiro” – A expressão vem da fábula “O Lobo em Pele de Cordeiro”, onde um lobo se disfarça de cordeiro para enganar suas presas.
  • “João sem braço” – A expressão vem do conto popular “João Sem Braço”, onde o personagem perde os dois braços em um acidente e passa a viver de esmolas.
  • “Cinderela” – A história da Cinderela inspirou a expressão “ficar como a Cinderela”, que significa ficar até tarde em uma festa ou evento.
  • “Gato escaldado tem medo de água fria” – Essa expressão vem de uma fábula onde um gato se queima ao tentar beber água quente e, a partir daí, passa a ter medo de qualquer tipo de água.
  • “Chapeuzinho Vermelho” – A história da Chapeuzinho Vermelho inspirou a expressão “lobo em pele de cordeiro”, usada para descrever pessoas que aparentam ser boas mas na verdade são mal-intencionadas.
  • “A Cigarra e a Formiga” – A fábula da Cigarra e da Formiga inspirou a expressão “trabalhar como formiga”, usada para descrever pessoas trabalhadoras e dedicadas.
  • “O Patinho Feio” – A história do Patinho Feio inspirou a expressão “feio como o patinho feio”, usada para descrever algo ou alguém que é considerado feio ou desajeitado.
  • “Rapunzel” – A história da Rapunzel inspirou a expressão “cabelo de Rapunzel”, usada para descrever cabelos longos e bonitos.
  • “O Flautista de Hamelin” – A história do Flautista de Hamelin inspirou a expressão “tocar a flauta para alguém”, usada para descrever quando alguém consegue convencer outra pessoa a fazer algo.
  • “Os Três Porquinhos” – A história dos Três Porquinhos inspirou a expressão “construir sua casa de palha”, usada para descrever quando alguém faz algo de forma superficial e sem se preocupar com a qualidade.
Veja:  Descompromissado: O Significado de Algo Casual

estante livros contos fadas magia

Banco de Palavras

  • Bater as botas: morrer. A expressão veio do conto popular onde o sapateiro morre e seus ajudantes usam suas botas para bater em seu corpo para tentar ressuscitá-lo.
  • Casa da mãe Joana: lugar onde reina a desordem e a falta de autoridade. A expressão veio do conto de Joana, uma mulher que tinha muitos filhos ilegítimos e deixava todos eles em casa sozinhos enquanto ela saía para se divertir.
  • Comer o pão que o diabo amassou: passar por dificuldades extremas. A expressão veio do conto onde um padeiro fez um pacto com o diabo para ter sucesso nos negócios, mas acabou sendo enganado e tendo que comer um pão amassado pelo próprio diabo.
  • Dar com os burros n’água: fracassar em algo. A expressão veio do conto onde um homem tenta atravessar um rio montado em seus burros, mas acaba caindo na água.
  • Matar a cobra e mostrar o pau: provar que algo foi feito corretamente. A expressão veio do conto onde um homem mata uma cobra e mostra seu pau como prova de que ele foi capaz de fazer isso.
  • Pedir penico: pedir ajuda ou socorro. A expressão veio do conto onde um mendigo pede comida em uma casa, mas é expulso e acaba pedindo um penico para poder comer na rua.
  • Rei morto, rei posto: a ideia de que a vida continua após a morte de alguém importante. A expressão veio do conto onde um rei morre e seu sucessor é coroado imediatamente.
  • Soltar os cachorros: repreender ou criticar alguém severamente. A expressão veio do conto onde um caçador solta seus cachorros para perseguir uma presa.
  • Tirar o cavalinho da chuva: desistir de algo que se espera ou deseja. A expressão veio do conto onde um homem espera que seu cavalo volte sozinho para casa durante uma tempestade, mas acaba desistindo dessa ideia.

contadores historias livro ilustracoes magia

1. De onde surgiram as expressões populares?


As expressões populares são frases que fazem parte do nosso dia a dia e que foram criadas ao longo do tempo, muitas vezes vindas de contos populares.

2. Qual é a origem da expressão “lágrimas de crocodilo”?


Essa expressão vem de uma lenda antiga que dizia que os crocodilos choravam enquanto devoravam suas presas, mas na verdade era apenas uma forma de atrair mais vítimas.

3. De onde vem a expressão “pé de coelho da sorte”?


Essa expressão vem de uma antiga crença popular que dizia que o pé de coelho trazia sorte e proteção. Por isso, muitas pessoas carregavam um pé de coelho consigo como amuleto.
Veja:  "Vale a Pena Ver de Novo": O Que Essa Expressão Popular Quer Dizer?

4. Qual é a história por trás da expressão “conto do vigário”?


Essa expressão surgiu a partir de um golpe muito comum no século XIX, em que um vigarista convencia alguém a dar dinheiro em troca de um falso benefício.

5. De onde vem a expressão “dar com os burros n’água”?


Essa expressão vem de uma antiga prática de transporte em que os burros eram usados para carregar água em recipientes. Se o burro se assustasse e derrubasse o balde, a pessoa ficaria sem água e teria “dado com os burros n’água”.

6. Qual é a origem da expressão “o gato comeu a língua”?


Essa expressão vem de uma antiga crença popular que dizia que se um gato lambesse a língua de uma pessoa, ela ficaria muda. Por isso, quando alguém ficava sem falar, dizia-se que “o gato comeu a língua”.

7. De onde vem a expressão “fazer uma vaquinha”?


Essa expressão vem de uma antiga prática em que várias pessoas juntavam dinheiro para comprar algo em conjunto, como uma vaca. Por isso, quando alguém quer juntar dinheiro para algo em grupo, diz-se que vai “fazer uma vaquinha”.

8. Qual é a história por trás da expressão “casa da mãe Joana”?


Essa expressão vem de uma lenda antiga sobre uma mulher chamada Joana que tinha uma casa onde todos podiam entrar e fazer o que quisessem, sem regras ou limites.

9. De onde vem a expressão “pulo do gato”?


Essa expressão vem de uma antiga brincadeira em que um gato tentava pegar um rato subindo em cima de móveis e pulando de um para o outro. Por isso, quando alguém encontra uma solução criativa para um problema, diz-se que encontrou o “pulo do gato”.

10. Qual é a origem da expressão “cara de pau”?


Essa expressão vem de uma antiga prática em que os vendedores ambulantes usavam pedaços de pau como suporte para expor seus produtos. Alguns vendedores mais ousados usavam a cara para segurar os produtos, daí surgiu a expressão “cara de pau”.

11. De onde vem a expressão “matar dois coelhos com uma cajadada só”?


Essa expressão vem de uma antiga prática de caça em que o caçador usava um cajado para matar dois coelhos de uma vez só.

12. Qual é a história por trás da expressão “fazer tempestade em copo d’água”?


Essa expressão vem de uma antiga prática em que as pessoas usavam copos para medir a quantidade de água que precisavam para fazer suas tarefas diárias. Por isso, quando alguém exagera em uma situação pequena, diz-se que está fazendo tempestade em copo d’água.

13. De onde vem a expressão “colocar a mão na massa”?


Essa expressão vem de uma antiga prática de fazer pão, em que as pessoas precisavam colocar a mão na massa para amassá-la e prepará-la para o forno.

14. Qual é a origem da expressão “água mole em pedra dura, tanto bate até que fura”?


Essa expressão vem de uma antiga prática de escultura em pedra, em que os escultores precisavam bater repetidamente na pedra com água para conseguir moldá-la.

15. De onde vem a expressão “cada macaco no seu galho”?


Essa expressão vem de uma antiga prática de transporte em que os macacos eram transportados em gaiolas separadas para evitar brigas. Por isso, quando alguém diz que cada um deve ficar no seu lugar, diz-se que cada macaco deve ficar no seu galho.
estante contos de fadas livros spotlight

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima